Operetas Populares: Ritmo, Cor e Movimento

Liane Preuss –  21 de Abril de 2020

Espetáculos de Cultura Popular e Ambiental

Chamamos de Operetas porque são espetáculos com pouco diálogo, mas muita música, danças, bonecos e artes circenses.

O processo de construção das Operetas é feito em conjunto. Normalmente, Doroty Marques traz o mote, o tema que vai ser desenvolvido, e põe na roda, que é como chamamos o momento inicial das atividades, onde planejamos nossas ações, conversamos e criamos em conjunto. Tem batuque na mesa, votação, histórias, cantorias e, claro, muita risada.


A partir daí, cada Multiplicador começa a criar com as crianças os movimentos e coreografias de dança. Ensaiam os tambores e cajóns, fazem cantorias e pintam os convites que serão distribuídos à comunidade, chamando para o espetáculo.

O dia da apresentação é uma data muito esperada pela comunidade da Vila de São Jorge. É o momento em que a Vila para para prestigiar seus artistas. São momentos de magia e encantamento, onde vemos nossas histórias, cantigas, animais e cores do Cerrado encenados pela nova geração, que recria a cultura popular e mantém viva nossa identidade.

Liane Preuss

Liane Preuss

Socióloga, Psicopedagoga, Mestre em Educação e Coordenadora Pedagógica da Turma Que Faz

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

Encontro de Culturas Tradicionais

Viva uma experiência ancestral e cultural na Chapada dos Veadeiros

Aldeia Multiétnica

Imersão com várias etnias indígenas na Chapada dos Veadeiros.